API é um acrônimo para Application Programming Interface, ou Interface de Programação de Aplicação, em português. Trata-se de um conjunto de rotinas e padrões que facilitam a comunicação e troca de informações entre sistemas. Saiba mais sobre o que é API e suas principais vantagens neste guia para iniciantes.

API é um termo para designar uma interface de comunicação que um sistema oferece para que outros acessem suas funções, dados e recursos sem que o software ou plataforma externa precise saber como eles foram implementados.

Trata-se de um conjunto de rotinas e padrões muito utilizados na web para facilitar a integração entre diferentes sites e aplicativos. O Google Maps, por exemplo, fornece uma API para que outros produtos utilizem os mapas em seus serviços.

As APIs também são utilizadas em vários outros tipos de softwares. Em sistemas operacionais, por exemplo, os programadores podem utilizar recursos da API interna para criar janelas, manipular dados, entre outras funcionalidades.

Como funciona?

O desenvolvimento de uma API vai depender das necessidades do desenvolvedor ou empresa responsável. Uma API pode ser criada em várias linguagens de programação, e geralmente há uma preocupação maior para que ela não seja apenas bem desenvolvida, mas que também tenha uma documentação clara e concisa para facilitar sua implementação.

Outro fator comum entre diferentes APIs é a utilização de um formato pré-definido de dados para o compartilhamento de informações entre os sistemas, como o XML ou o YAML. Nas aplicações Web, o mais utilizado é o JSON.

Como criar um mapa personalizado no Google Maps (Imagem: Divulgação/Google)

A API do Google Maps fornece mapas e outras informações de geolocalização (Imagem: Divulgação/Google)

Para as APIs Web, existe um padrão adicional chamado REST. A palavra é um acrônimo para Representational State Transfer, algo como “Trasferência Representacional de Estado”, em português. Outro termo para esse padrão é “API RESTful”.

Trata-se de uma abstração da arquitetura da Web composta de um conjunto de princípios e regras que, quando seguidos, permitem a padronização e a criação de projetos com interfaces bem definidas. Dentre os requisitos, o mais comum é ter as solicitações gerenciadas pelo protocolo HTTP.

Principais vantagens

Uma API bem construída e documentada tem como principal vantagem oferecer uma integração simplificada dos recursos entre várias plataformas, facilitando sua manutenção e provendo uma maior segurança às regras de negócio e outras funções importantes do sistema.

Outra vantagem é a possibilidade de promover inovação em outros produtos, viabilizando parcerias e auxiliando no desenvolvimento de soluções personalizadas por terceiros que utilizam os recursos do sistema fornecedor da API – e que talvez não estivessem disponíveis de outra forma.

Com maior capacidade de controle de acesso e de volume de dados, uma mesma API pode fornecer informações para um aplicativo de celular, um programa de desktop e um site oficial, por exemplo. Isso também auxilia na redução do “trabalho manual” ao atualizar ou modificar as regras de negócio, o que pode resultar em uma economia de custos.

Post navigation

Leave a Reply